terça-feira, 19 de dezembro de 2006

O legislador


Ao povo dei situação que lhe baste,
....sem lhe tirar nem lhe arrebatar a honra.
Aos que tinham o poder e eram considerados pelas suas riquezas,
....a esses prescrevi que não sofressem nenhum desacato;
um forte escudo lancei sobre ambos.
....Não consenti que nenhum deles vencesse injustamente.


Sólon, séc. VII-VI a.C.
in Helade, Antologia da Cultura Clássica



________________________________________

que bom seria que aqueles que, depois, executam as leis fossem, como o legislador, e não obscurecessem as leis...

2 comentários:

mfc disse...

Mas afinal quase deixou tudo como estava... ou li mal?!

Rosalina disse...

se entendermos as palavras descontextualizadamente, mfc, sim. podemos concluir que deixou tudo como estava.

se pensarmos que sólon foi um dos primeiros legisladores gregos, talvez os versos tenham outra leitura.