terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Fica sabendo bem: não andes em companhia
....de homens perversos, mas convive sempre com os bons.
Com estes deves beber, comer, abancar, e agradar
....àqueles cujo poder é grande.
Pois é com os bons que aprenderás o bem, e, se com os maus
....te misturas, perderás até o teu espírito.
Fixa isto, e convive com os bons. Um dia
....dirás que eu aconselho bem os meus amigos.

Teógonis (séc. VI-V a.C.)


(in Hélade, Antologia da Cultura Clássica,
Maria Helena da Rocha Pereira)
_________________________________________
há tantos séculos que é assim...

12 comentários:

HarryHaller disse...

Só os bons preferem a companhia e o convivio dos bons.

Bom dia Rosália Rosácea Rosalina:)

Lobo das Estepes

Tuche disse...

E por isso que venho até cá :)

Conviver com os bons.

Os "antigos" têm muita razão.

Beijinho

Jotabê disse...

Não sei explicar, mas assim que li este teu post, veio-me quase instantaneamente à memória a Catarina Salgado, e a sua ‘obra prima’ recentemente editada.

A ‘pega’ de bar de alterne acompanhada pelo aldrabão de futebol.
Azar da Catarina que não teve quem a aconselhasse nestes moldes, desgraçada, que ficou sem o seu excelente emprego no Bar “O Calor da Noite”, tornou-se numa figura pública quase de imediato, ao fazer-se acompanhar pelo maior aldrabão do futebol, o tal ‘homem perverso’, e até publicou um livro qual manual científico de como uma 'pega' sobe na vida e se sujeita às aventuras da aldrabice, irá ser um ‘best seller’ com toda a certeza.
Agora, sem volta a dar, e sem espírito também, o que vai ser daquela mulher?
CHIÇA!!!

:(

xx

claudynius disse...

Diz o povo "Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és!" E o povo raramente se engana:)

Uma boa noite

Pitacajo disse...

Bem, isso de homens bons e maus tem que se lhe diga. Depende muito da perspectiva que se tenha.
Quantos não existem dos quais dizem ser "perversos", e que no fundo os achamos "homens bons"?
Onde está a verdade?

Alien8 disse...

"... agradar àqueles cujo poder é grande." Pois.

Um beijo, Rosalina.

Rosalina disse...

selecção, harry, natural...talvez. escolhas.


*e não posso deixar de sorrir à brincadeira que fazes com o meu nome.

gosto. :)

boa semana.

Rosalina disse...

eu acredito, tuché, cada vez mais na sabedoria e experiência dos antigos. :)

Rosalina disse...

bem, jotabê, eu cá tenho dúvidas quanto ao facto de ter sido a senhora a escrever o livro...

mas isso são 'coisas minhas'...

pois, e se calhar o meu inconsciente fez o mesmo que tu, ao me ter feito ir buscar estas palavras.

quanto à senhora, propriamente dita e a toda a situação que a envolve neste momento...pois, sabes, daquilo que tenho lido e ouvido, eu acho que a senhora se fez à vida.

e, sinceramente, independentemente do contexto, de concordar ou não com tudo o que envolve o universo do futebel, penso que fez muito bem.

é, em suma, a lei da sobrevivência.

nós cá estamos para assimilar.

XXXXX

Rosalina disse...

é verdade, claudynius: a sabedoria popular.

Rosalina disse...

como te entendo, pitacajo. ;)

Rosalina disse...

é alien. estas palavras de teógonis não são de todo a tradução integral do tal ditado popular.

há nelas, também, alguma perversidade.

penso que o teu comentário vá nesse sentido.

a última frase não é, de todo, incocente...

...Um dia / dirás que eu aconselho bem os meus amigos.