quarta-feira, 12 de julho de 2006

a guerra faz barulho!
calem-se, por favor.
quero crescer.
(...daí)

6 comentários:

Jotabê disse...

...e o outro com certeza estará a desejar ser pequeno por estar farto de mandar nas vidas dos outros, em especial dos seus ultimos suspiros. Visão angustiante.

Bjs

wind disse...

Imagem completamente sonora!

Rosalina disse...

curioso, jotabê, quando "descobri" a imagem, nem 'vi' o outro como alguém. apenas a figura que representa, ali, a guerra que o menino quer que pare.

mas concordo, agora, que olho de forma mais ampla, com a tua leitura.

e deve ser, sem dúvida, para ele que é militar, que mais que ninguém tem o sentido de dever e obrigação, angustiante estar naquela situação.

como homem mais do que angustiante, deve ser lacinante se é que esta palavra existe.

e olha, um beijo grande para ti.

Rosalina disse...

realmente, wind.

Jotabê disse...

...são réstias do meu passado de militar, e a necessidade de ver a vida na cara e no verso.

E olha, um beijo para ti ainda maior que aquele que me mandaste.

Rosalina disse...

não sei não...mas para tirarmos as dúvidas eu publiquei o tamanho do meu beijo.

ehehhehehehehhehehhe...