quarta-feira, 11 de julho de 2007

Do Jumento

Não serão lágrimas de crocodilo?

Não há nada como ver as sondagens a cair e ouvir uma vaia tsunamica num estádio de futebol para transformar um primeiro-ministro insensível na mais simpática das criaturas, semanas depois de as decisões desumanas de duas juntas médicas andarem nas primeiras páginas dos jornais Sócrates veio a público que tinha ficado chocado. Ficou mas não falou, só o fez semanas depois e quando tem a percepção de que está em queda. Pior ainda, ficou chocado mas deu cobertura aos responsáveis com o seu silêncio.

Não basta encobrir responsabilidades dizendo que vai adoptar nova legislação, a legislação actual não determina que um professor seja obrigado a dar aulas quando já está mudo e o seu cancro próximo da fase terminal. por muito menos há muito boa gente que se livra do trabalho. Além disso o professor que veio a falecer recorreu para o presidente da CGA e nada se fez.

Este caso é uma violação elementar dos direitos humanos perpetrado por um burocrata sem perfil para o lugar, se Sócrates está mesmo chocado só lhe resta demitir os responsáveis começando por demitir o presidente da Caixa Geral de Aposentações.

Se o primeiro-ministro ordenou a reavaliação das juntas médicas é porque não confia no trabalho que foi feito e se não confia nesse trabalho como pode confiar no presidente da CGA?

Não estaremos perante lágrimas de crocodilo?

________________

Resposta: Sim.

2 comentários:

Gi disse...

Nem faço ideia...
Teria toda lógica que uma junta médica fosse constituida por médicos. Ou não será assim?
Boa semana

Rosalina disse...

Bem, gi, no contexto, julgo que será irrelevante a junta médica ter apenas médicos, ou não.

Não me recordo de alguma vez ter ouvido falar de situações idênticas.

Não acredito que as pessoas, sejam médicas ou não médicas, que pertenciam às duas juntas médicas tivessem agido sem qualquer tipo de orientação.

É muito mais que incompetência.

Não esqueçamos que era este governo que pretendia que as faltas por nojo fossem contadas para efeito de progressão na carreira dos professores. Por isso, a morte, provavelmente, prematura, destes dois docentes, não é por acaso.

Há excessiva desumanidade. O Post que trouxe do Jumento coloca essa desumanidade a nu. Por isso as lágrimas de crocodilo.

Resto de boa semana, também.