quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008





O Governo aprovou esta quinta-feira o alargamento do programa de entrega de computadores, o e.escolas, aos alunos dos 11º e 12º anos de escolaridade, passando de 500 mil para 750 mil o número de potenciais beneficiários.


_____________


Tudo isto é muito estranho.

Então, na semana em que a contestação dos professores ganha contornos, diria, quase dramáticos para a actual governação, em particular no que respeita o Ministério de Educação; no dia em que uma voz do partido do governo, categoricamente, afirma que a Sra. Ministra não terá condições de continuar à frente do ministério, a notícia que surge do governo a propósito de educação tem a ver com alunos dos 11º e 12º anos?!


Incoerência?!

Porque tudo tem de fazer sentido, mesmo que seja surreal, fui em busca do meu sentido para esta aparente incoerência.

Encontrei-o. Esses jovens (11º e 12º Anos) que vão usufruir do tal alargamento do programa de entrega de computadores deverão , em 2009, ano de eleições, estar em idade de gozar de capacidade eleitoral activa, prevista no ponto 1, do artigoº 2 da Lei do Recenseamento.

Repare-se que o alargamento abrange apenas os alunos do 11º e 12º Anos. Porque não do 10º. também? Afinal, faria mais sentido - um ciclo de estudos beneficiar dessa medida.


Será puro devaneio meu ou fará sentido?
. . .


2 comentários:

Alien8 disse...

Qual devaneio, Rosalina!?

Acertaste mas foi em cheio.

Mais nada.


Bom fim de semana.

Um beijo.

Rosalina disse...

É, alien, isto começa a ter contornos obviamente excessivos.

Vamos ver como acaba.

Bom fim-de-semana, também.

Beijocas