quarta-feira, 10 de setembro de 2008


Em matéria de candidaturas a Prémios , haver um alargamento de prazo para participar é (quase) sempre bom. Resta saber porquê.

Até porque, se falamos de educação, convém dar bom exemplo aos discentes e mostrar-lhes que é importante planear e cumprir prazos.

Claro que há sempre imponderáveis. O que me leva a pensar nas razões para este alargamento de prazo. Será que as candidaturas eram tantas que provocaram ruptura no sistema? Será que eram poucas?

Afinal, e sempre, será tudo uma questão de números, estatísticas. Premiar um professor entre 10 é diferente de premiar um professor entre 20. Digo eu, claro. E isto sem fazer a mínima ideia da média de professores candidatos no Ano Passado. Não fiz qualquer estudo, nem sei se foram divulgados esses dados.

Até porque acho este prémio um absurdo.
.
.
.

7 comentários:

Alien8 disse...

Diria mesmo mais, Rosalina: Acho este prémio um absurdo! :)

Um beijo.

Teresa Durães disse...

(nem sabia da existencia do prémio apesar de ter profs na família. Este é o ano da avaliação, não é? Mais uma fantochada.. aposto)

há muito tempo que por aqui não passava

Rosalina disse...

Ainda pensei no "!", alien. Mas depois achei que perante tal absurdo tinha de ser completamente assertiva. :p

Rosalina disse...

É isso mesmo, Teresa, "Mais uma fantochada."

Alien8 disse...

Ah, Roslaina assertiva, mas o meu "!", tal como o ":)", tem a ver com a repetição da tua afirmação. à maneira de Dupond e Dupont :)))))

Alien8 disse...

Roslaina ehehehehe!
Mil perdões, Rosalina!
E um beijo.

Rosalina disse...

Perdoado! :p