quinta-feira, 25 de setembro de 2008

ASAE diz não ter dados sobre importação ilegal de produtos
Bebidas de leite chinês à venda em Portugal apesar de proibidas desde 2002
25.09.2008 - 19h28 Aníbal Rodrigues


Nem foi preciso procurar muito. O PÚBLICO entrou hoje num supermercado no norte do país e comprou bebidas de leite chinesas, apesar de, há seis anos, a União Europeia ter decretado um embargo a estes produtos. Mas hoje, ao final da tarde, a ASAE emitiu um comunicado onde confirma que “a importação de leite e produtos lácteos provenientes da China é proibida na UE desde 2002”. Acrescenta ainda que “não possuiu actualmente qualquer evidência de que possam ter ocorrido exportações ilegais para Portugal” daqueles produtos.

O PÚBLICO conseguiu comprar uma lata de bebida de leite da China, com 245 ml, que custou 80 cêntimos, e uma embalagem que a funcionária do supermercado indicou tratar-se de iogurtes líquidos (apesar de se tratar também de uma bebida de leite), que incluía quatro garrafas plásticas com 220 ml cada, e custou 1,85 euros.

Os dois produtos não possuem descrição em português, como a lei impõe, e os supostos iogurtes estão inclusivamente fora do prazo de validade.

_________________________

Porra*! Isto é grave.



*O devido pedido de desculpas pelo uso da interjeição, mas, perante tais factos, só resta isto.

2 comentários:

Teresa Durães disse...

a ASE só vê o que lhe apetece....

tempus fugit disse...

Abaixo a chamuça, morte ao prego no pão, mas viva o leite chinês da candonga!
Este país não tem emenda?!