sábado, 27 de setembro de 2008

Acabei de ouvir na RTP1, canal de televisão público, um jornalista dizer que se fizeram filas para adquirir o Magalhães.


Mas está tudo doido?

Ou


Qual foi a parte que eu ainda não percebi nesta história?!

2 comentários:

Teresa Durães disse...

a primeira vez que fui a um seminário onde demonstraram a intenção de distribuir portáteis a todos os alunos como substituição dos métodos antigos fiquei horrorizada. Quatro anos depois assisto ao fenómeno...

Rosalina disse...

O que me horroriza, Teresa, não é o facto de existir essa intenção. Sabe-se que mais cedo ou mais tarde irá acontecer.

O horror reside na forma como está a ser feito. Isso, sim, choca.