quinta-feira, 6 de março de 2008

Ministra da Educação não recua
2008/03/06 | 22:05
A dois dias da «Marcha da Indignação», Maria de Lurdes Rodrigues volta a dizer que sistema de avaliação dos professores é mesmo para avançar. «O que ouço nos protestos é revelador que as pessoas não sabem do que estão a falar», disse, recusando voltar atrás na estratégia: «Qual é o benefício de suspender ou adiar o processo?»


_______________


Portanto, primeiro, porque faltávamos, não queríamos trabalhar. Éramos mandriões.
Agora, porque não lemos o que tem dito e quer que façamos da mesma forma que ela, somos burros.

Entretanto, reconhece que os professores, afinal, até trabalham e muito e o que se lhes está a pedir é mais trabalho, dedicação, etc, etc.

Há coerência nisto?!
.
.
.

2 comentários:

Raposa Velha disse...

Este ME emana sabedoria :-) Mas deve irradiar num decrescendo logarítmico, já que nós, pobres espectadores, não somos banhados pela sapiência da ministra.

Rosalina disse...

É a ruptura, raposa. Ela tinha de acontecer um dia. É hoje.